NOSSAS REDES

BRASIL

WhatsApp começa a mostrar se mensagem foi encaminhada muitas vezes

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O WhatsApp passou a informar quando uma mensagem for encaminhada muitas vezes. Quando um texto, foto, vídeo ou áudio for enviado para várias pessoas, tanto o remetente quanto o destinatário da conversa, veem um ícone de seta dupla, ao invés da setinha única que aparecia junto com a palavra “Encaminhado”. O objetivo do novo recurso é evitar a proliferação de fake news e spams no mensageiro — veja como denunciar notícias falsas no WhatsApp.

Ao TechTudo a assessoria de imprensa do WhatsApp confirmou que a novidade, que vinha sendo testada desde março deste ano, começou a ser liberada para todos gradualmente nesta sexta-feira (2) para Android e iPhone (iOS).

“Introduzimos recentemente uma atualização na etiqueta de mensagem encaminhada para ajudar as pessoas a identificar quando receberem mensagens que foram encaminhadas várias vezes anteriormente, como uma corrente”, explicou o porta-voz do WhatsApp.
Com a mudança, mensagens repassadas mais de cinco vezes serão sinalizadas com a etiqueta “Frequently Forwarded” (Encaminhado com Frequência, em tradução l), ao lado de um ícone de seta dupla. Atualmente, os conteúdos encaminhados no aplicativo são marcados com uma seta.

O WhatsApp também notificará os usuários que forem encaminhar mensagens já repassadas múltiplas vezes com o alerta “Essa mensagem será marcada como encaminhada muitas vezes”. A medida vale para textos, fotos, vídeos e áudios enviados pelo mensageiro. Embora, nos testes do TechTudo, tenha sido possível ver a mensagem “Encaminhada uma vez” nos dados da conversa, a empresa afirmou, que não exibirá o número exato de vezes que a mensagem foi encaminhada.
A função, que já vinha sendo testada no WhatsApp Beta desde março deste ano, faz parte dos esforços do WhatsApp para combater a desinformação, como a limitação do número de compartilhamentos para cinco pessoas de uma vez.

TechTudo

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Brasileiros querem volta das aulas apenas após vacina da Covid-19

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Para 72% dos brasileiros das classes A, B e C, os estudantes só devem voltar a ter aulas presenciais depois que uma vacina para o novo coronavírus estiver disponível, segundo pesquisa Ibope divulgada pelo jornal “O Globo” nesta segunda-feira (7).

O levantamento foi feito entre os dias 21 e 31 de agosto, pela internet, com 2.626 pessoas com mais de 18 anos e das classes A, B e C. O nível de confiança é de 95% dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Continue lendo

BRASIL

Aborto Realizado: Médicos interrompem gravidez da menina de 10 anos que foi abusada pelo próprio tio

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

De acordo com o portal A Gazeta, a equipe médica do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, para onde foi levada a menina de 10 anos que ficou grávida após ser abusada pelo tio, já terminou a primeira etapa do aborto.

O médico Olimpio Barbosa de Morais Filho foi o responsável pelo procedimento e segundo ele, a menina poderá voltar para o Espírito Santo nesta quarta-feira (19), mas ainda não foi confirmado oficialmente quando ela receberá alta hospitalar.

O aborto foi autorizado pela Justiça do Espírito Santo, com um procedimento onde é ministrada uma injeção com medicamentos que resulta no óbito do feto e isto já foi feito.

Na madrugada de hoje começou a segunda etapa do procedimento, que é retirar o feto já sem vida e isto será realizado através de medicamentos.

O processo é concluído quando for realizada a limpeza total do útero da menina, que primeiramente foi internada no Hospital das Clínicas, em Vitória, só que a equipe médica de lá não quis fazer o aborto, alegando que a legislação vigente não poderia ser aplicada neste caso devido a idade gestacional.

A princípio foi dito que a menina estava no terceiro mês de gestação, mas exames posteriores revelaram que era o quinto mês. A criança foi levada para um hospital em Recife, onde o aborto então foi realizado e está sendo concluído hoje.

Ainda de acordo com o portal A Gazeta, familiares se mostraram favoráveis à interrupção da gravidez da menina. Um grupo de religiosos chegou a ir até a entrada do hospital protestar contra o aborto na noite de ontem.

VIA: PortalR7notícias

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco