NOSSAS REDES

ACRE

Vídeo: Em abandono, animais morrem no canil municipal de Tarauacá

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Em Tarauacá, vereadores denunciam abandono do canil municipal; três cães foram encontrados mortos no local só este mês.

Continua o imbróglio do canil municipal de Tarauacá; que já acumula uma série de reclamações, denúncias de prática de crime ambiental, e uma pendência na Justiça, por débitos de aluguéis não pagos.

Na tarde deste domingo, 29 de julho, dois vereadores foram até o local. Após receberem denúncias de populares que cães do canil municipal estariam morrendo, os parlamentares foram ao local e constataram a veracidade da denúncia.

Em maio/2018, a Prefeitura Municipal divulgou um pacote de ações com 28 promessas de obras, dentre as quais, a construção de um canil municipal (11ª intenção). A ação ainda não saiu do papel.

O prédio onde funciona o canil municipal é alugado, e possui diversos débitos de aluguéis não pagos pelo município. Ao visitar o local, os vereadores se mostraram indignados com a cena, que foi registrada em vídeo. “Como pode uma coisa dessa, os animais morrerem desta forma, vamos tomar as devidas providencias“, garantiu o parlamentar.

Veja o vídeo:

Nas redes sociais, o problema causou indignação.

Maria Felix afirmou que “Aqui no bairro do hipepaconha também tem vários osada de cachorros na estrada essa sena é muito triste“.

Adriana Rodrigues disse que “Será que os responsáveis por esse canil não percebem que são vidas que estão sofrendo, passando fome. Se tivesse uma equipe que passasse nos bairros recolhendo sobras de comidas nas residências, pois na casa de todos nós moradores geralmente sempre sobra restos de nossas refeições diárias, e se houvesse esse trabalho de recolher nas residências com um calendário como tem a coleta do lixo, sem dúvida a maioria dos moradores iriam ter esse “compromisso” prazer de doar comida a esses animais ao invés de jogar no lixo“.

Raimundo Accioly afirmou que “Em nome do grupo que estamos organizando de defensores da causa animal quero aqui externas nossa indignação. Estamos extremamente tristes com a situação de descaso da administração com o canil municipal. Um espaço mantido com o dinheiro do povo que seria para abrigar cães abandonados e doentes que fossem retirados das ruas. na verdade se tornou uma prisão em que os cães recolhidos das ruas de forma mais amadora possível, foram abandonados até a morte. Hoje um grupo de amantes desses bichinhos foi até o canil para remover e tentar salvar os que ainda estavam vivos. Pois outros ja estavam mortos. Nosso grupo de amantes dos animais vai exigir o fechamento do canil, a responsabilização pelos crimes e a construção de um espaço adequado para receber os animais. A nossa maior indignação é que enquanto em apenas uma semana nosso grupo recolheu 5 animais doentes das ruas, a prefeitura deixava outros morrerem de fome e doentes no espaço que seria para trata-los”.

Lemos Lemos criticou dizendo “Vcs não pesebem que a atual administração de tk prefere a morte das pessoas imagina se tá ligando pra cachorro! Sério mesmo tá na hora do povo se reunir e tirar essa prefeita já não basta o abandono da cidade !!!!!!

Elaine Gomes afirmou “É caro vereador sua denúncia é plausível, mas vamos adiante, os animais também merecem respeito e dignidade, mas gostaria que você também fosse ao nosso hospital e renunciasse o mal atendimento que recebemos la. Há esqueci o hospital é administrado pelo PT ! Aí você vai ver o que é MAUS TRATOS, MAUS ATENDIMENTOS, RESUMINDO MAL EDUCAÇÃO“.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o canil municipal, leia mais, clicando aqui.

Acre.com.br

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco