NOSSAS REDES

ACRE

Vice-governador e cúpula da Segurança celebram prisão de líder de facção no Acre

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Durante a apresentação da prisão do principal líder de uma facção criminosa, que ocorreu na manhã desta terça-feira (2), a cúpula da segurança esteve presente. Estavam o secretário de Justiça e Segurança Pública, Mário César, o delegado geral de Polícia Civil, Henrique Maciel e o vice-governador do estado, o major Wherles Rocha.

Eles exaltaram o trabalho feito pela Segurança. “Nós já estamos trabalhando há alguns meses para atingir um outro nível. Nós não estamos mais prendendo qualquer pessoa das organizações criminosas, e sim pessoas que tem um poder de decisão. Estamos trabalhando intensivamente, juntamente com outros órgão da Segurança Pública de forma a passar uma mensagem clara para o crime organizado de que o Estado não vai ficar inerte ao que vinha acontecendo há alguns anos. Vamos trabalhar para trazer paz à população”, disse o delegado Henrique Maciel, chefe da Polícia Civil no estado.

Já o secretário de Justiça e Segurança Pública, coronel Paulo César, comemorou a redução nos números de crimes no estado. “Tivemos uma redução significativa no número de homicídios, 41,67% em relação ao mês de junho no ano passado e dentro do semestre, uma redução de 30,95%. É a maior redução entre os estados amazônicos. Essa operação é fruto de uma colaboração de inteligência dos órgãos”. O secretário comentou ainda sobre a prisão do principal líder de uma facção criminosa do estado, “entre a liberdade do indivíduo e a sua prisão, apenas 5 dias, foi um período célere, o que mostra a capacidade do sistema de segurança do estado. Os atores apreendidos não são atores qualquer, são atores que representam um índice de letalidade, um índice infracional muito potencial. São pessoas que estão no ápice das organizações criminosas”, disse.

Ele pediu ainda apoio da população para “vencer” o crime, sobretudo através do Disk Denúncia, que de acordo com ele é uma ferramenta fundamental nesse trabalho.

Quem também esteve presente foi o vice-governador, major Wherles Rocha. “É um trabalho incansável das forças de segurança que têm feito esse esforço de devolver a paz para a população. Preciso agradecer ao poder judiciário e ao MP que têm sido parceiros importantes, nessa redução que alcançamos, nos números da violência”.

O vice-governador aproveitou também para falar dos investimentos para a Segurança no segundo semestre. “Acreditamos que com o reforço do efetivo, com os policias que iniciaram a formação agora, mais de 500 policiais, nos vamos ter melhores condições de enfrentar a criminalidade. Mais de R$ 45 milhões serão investidos na Segurança Pública, investimento em viaturas, tecnologia, qualificação dos profissionais, então acreditamos que teremos um avanço ainda maior no segundo semestre”.

Rocha contou ainda que o estado deve ganhar um helicóptero do governo federal. “Fizemos um contato com o ministro Moro e com o secretário nacional de segurança pública, e teremos a cessão de um helicóptero para o estado. Nos já temos um que cuida do Alto Acre e agora teremos mais um para a região do Juruá, para combater o crime nas nossas fronteiras. Ele vem a custo zero”, concluiu.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco