NOSSAS REDES

ACRE

TIM incentiva colaboradores a compartilhar conhecimentos com profissionais da própria empresa

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A iniciativa foi finalista do último Prêmio Ser Humano, organizado pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-Brasil) para reconhecer e destacar e as melhores práticas em gestão de pessoas, identificar novos talentos e estimular o pensamento criativo

A TIM vem apostando nos talentos de dentro de casa para garantir a gestão do conhecimento e uma equipe bem alinhada tecnicamente. Foram mais de 10 mil participações em treinamentos do programa Multiplicando Ideias, que promove o desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais essenciais aos negócios por meio da disseminação interna. Os próprios funcionários atuam como “multiplicadores”: são capacitados pelo RH e ministram treinamentos para os colegas de trabalho, que podem se inscrever em cursos variados.

A iniciativa existe desde 2012 e já foram realizadas mais de 100 mil horas de treinamento. Em 2019, 121 colaboradores atuaram como multiplicadores, abordando assuntos como inovação, carreira, Internet das Coisas, jornada do cliente, tributação, entre outros.

O multiplicador se inscreve no programa voluntariamente ou é indicado pelo gestor. Ele passa por uma formação junto ao RH, que o auxilia, inclusive, na elaboração do material que será usado. Há um sistema de pontos, que prevê premiações em livros e cursos específicos para os profissionais que estão disseminando o conhecimento. A pontuação é realizada de acordo com a avaliação das aulas, levando em consideração o nível de recomendação do conteúdo e o público impactado.

O Multiplicando Ideias busca a disseminação do conhecimento de forma inovadora, sem a formalidade dos treinamentos convencionais, promovendo integração entre os colaboradores e reconhecendo aqueles que se propõem a compartilhar seu tempo e conhecimento com outros profissionais da companhia. A iniciativa foi finalista do último Prêmio Ser Humano, organizado pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-Brasil) para reconhecer e destacar e as melhores práticas em gestão de pessoas, identificar novos talentos e estimular o pensamento criativo.

Exemplos de sucesso

A especialista de RH na TIM, Helyda Guedes, de 32 anos, é uma das profissionais da empresa que aderiu ao programa desde o início. Formada em Psicologia e com MBA em Gestão com Pessoas, a multiplicadora é responsável por ministrar o Workshop de Carreira, que é voltado para todos os colaboradores da casa. De lá para cá, 10 turmas foram concluídas nos estados de Pernambuco, Pará, Goiás e no Distrito Federal.

“O objetivo do curso é proporcionar o autoconhecimento pessoal e profissional e assessorar na gestão da carreira”, explica Helyda. Ela comenta que o Multiplicando Ideias tem foco na gestão do conhecimento, de forma que a iniciativa garante a continuidade dos processos por meio do compartilhamento de informações, desde as mais básicas até as mais técnicas.

Outra história é a do Anderson Machado, de 36 anos, Senior Manager de Engenharia e multiplicador desde 2017. Ele ministra o curso de Accountability, termo que não possui uma tradução literal para o português e pode ser definido como “ter senso de dono”, e é destinado a todos os níveis da companhia. O gestor já finalizou seis turmas no Distrito Federal e em Goiás.

Segundo o gestor, o intuito do curso é popularizar os conceitos de accountability em toda a cultura organizacional. “O Multiplicando Ideias permite dividir o conhecimento com todos, de modo que a abordagem se iguale em cada nível. Além disso, garante um sentimento de pertencimento, já que possibilita que todos auxiliem na propagação dos conceitos e comportamentos do Accountability”, completa.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco