NOSSAS REDES

ACRE

Sebrae avalia ExpoAcre 2019 como “absoluto sucesso” e já se prepara para 2020

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O superintendente do Sebrae, Marcos Lameira, e o diretor técnico e vice-presidente da comissão organizadora da ExpoAcre, Lauro Santos, fizeram na noite deste domingo (4) um balanço dos nove dias de feira. O resultado financeiro da feira só deve ser divulgado na quinta-feira (8), após o levantamento e soma de todos os negócios que foram feitos na feira.

Os gestores estavam animados com os resultados obtidos na feira e contaram que já estão se preparando para o feira do ano que vem, mas antes, querem ter o mesmo sucesso na ExpoAcre Juruá, feira agropecuária que vai acontecer em Cruzeiro do Sul entre os dias 29 de agosto e 1 de setembro.
Robôs do Sebrae foram sucesso na feira

Robô do Sebrae

Sucesso de público e arrastando uma multidão por onde passava, o robô foi a grande novidade do Sebrae na feira deste ano. O Superintendente do Sebrae, Marcos Lameira, já pensa em trazer o robô também nos próximos anos. “O grande diferencial do Sebrae esse ano foi o nosso robô. O robô fez uma grande diferença, a criançada veio, os adultos vieram, todo mundo participou ativamente da feira, foi contagiante, o envolvimento e a participação da sociedade foi muito grande, e o robô foi o grande sucesso da feira, que fez sucesso não só no estande do Sebrae mas na feira como um todo”, comemorou.
2020
O superintendente também falou sobre a organização da feira para o próximo ano. “Em 2020 nós queremos fazer algo muito melhor, o Sebrae participou ativamente e significativamente da feira este ano, de todo o desenvolvimento da feira, e como é o Lauro é o vice-presidente da comissão que organiza a feira, já vamos começar a organização da feira a partir da análise dos resultados deste ano”.

Público

Que o público desse ano foi grande, quem visitou a feira conseguiu perceber. O diretor técnico do Sebrae, Lauro Santos, creditou parte desse sucesso ao adiantamento do salário de julho dos servidores municipais e estaduais e ao adiantamento de metade do 13º por parte do Governo do Estado. “Foi um sucesso absoluto, primeiro pelo número de pessoas que circularam aqui no Parque. Não é um número oficial mas temos uma estimativa de termos entre quatro e cinco pessoas por metro quadrado, a gente estima que passaram cerca de 25 mil pessoas por noite nesses nove dias de ExpoaAcre. Se somar os nove dias, são mais de 200 mil pessoas que passaram pela feira”.

Shows

“O show da Marília Mendonça foi um sucesso de público, foram mais de 17 mil pessoas que compraram ingressos segundo a organização do show. Um recorde de público de toda a história dos shows da ExpoAcre. O show do Jorge e Mateus, que algumas pessoas disseram que não foi sucesso, estava lotado também. Não teve o mesmo público da Marília porque Rio Branco não comporta dois grandes shows num período tão curto de tempo, no sentido de ter sucesso de público e lotar os dois”, disse o vice-predisente da comissão organizadora da festa, Lauro Santos.
Atividades durante o dia
A grande diferença desse ano também é que a ExpoAcre começou a funcionar de manhã e de tarde. No período da manhã foi mais voltado paras as provas na arena, como a prova de laço e a prova do tambor e a tarde mais voltado para as palestras, entrega de títulos, solenidades do governo e ações de secretarias. “Recebemos pela primeira vez muitas autoridades importantes, como os governadores do Amazônas e de Rondônia, recebemos oito dirigentes do Sebrae de toda a Amazônia Legal, o diretor técnico do Sebrae nacional, um ministro da União Européia, o presidente das Campus Party, o diretor da WWI, que é fundo de investimentos europeu e americano, ou seja, nós conseguimos fazer desses nove dias de ExpoAcre não só uma feira voltada ao entretenimento e lazer mas também à geração de negócios” contou Santos.

Organização

Sobre a organização da feira Lauro comentou que “foi uma ExpoAcre muito bem organizada, nós do Sebrae que já organizamos a feira há muitos anos e o Governo do Estado que estava em seu primeiro ano na organização nos juntamos e trocamos muita experiência, foi um sucesso absoluto. Sebrae, Governo do Estado, Acisa, Fieac, Faeac, Caixa Econômica e o Governo Federal, que é o dono do Parque, trabalhamos irmanados para atingir esse sucesso. Resgatamos um pouco do patriotismo acreano quando colocamos a frase ‘Eu amo o Acre’ na praça das bandeiras que foi um sucesso, muita gente tirando foto”.

Problemas

Apesar de todo os sucesso da feira, também apareceram problemas, os banheiros e os lixeiros não deram conta do público. “Os problemas que nós tivemos na ExpoAcre esse ano são problemas bons, faltou banheiro químico porque a gente não esperava um público tão grande, que foi acima da nossa expectativa, mesmo a gente tento contrado 50% a mais de banheiros em relação ao ano passado. Faltou também lixeira pelo mesmo motivo do grande público, mas fizemos um trabalho de conscientização para que as pessoas não jogassem lixo no chão e deu certo”, disse Lauro.

Nove dias

Sobre a realização da feira em nove dias, Lauro afirmou que o retorno da realização da feira em nove dias foi baseado na análise técnica dos relatórios da ExpoAcre 2018 e 2017. “Verificamos que realizar a feira em cinco dias não gera o mesmo número de negócios que em nove dias. Em nove dias você tem dois finais de semana e consegue trazer mais atraçoes pra feira, com cinco dias não conseguiríamos ter tantas atrações e nem encaixar agenda para receber tantas autoridades. A função do Sebrae na ExpoAcre é promover acesso ao mercado aos micro e pequenos negócios, então esse empresário faz um investimento para vir para a feira, para ele tirar o retorno desse investimento ele precisou fazer, em nove dias esse retorno vem mais alto que em cinco dias. O nosso investimento pra fazer uma feira em nove dias no lugar de cinco é um pouco maior em algumas coisas, mas perto do retorno que tem, é insignificante”.

ExpoAcre Juruá

Lauro Santos aproveitou para mandar um recado para a população do Juruá: “Quero dizer ao pessoal que esperem que do dia 29 de agosto a 1 de setembro vai ter a ExpoAcre Juruá e teremos duas grandes atrações nacionais que eu não posso revelar o nome por enquanto. O Sebrae e o Governo do Estado vão fazer uma grande feira, digna da região do Juruá”

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco