NOSSAS REDES

ACRE

Prefeitura de Tarauacá promete processar site Ac24horas por publicar fake news

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A matéria foi amplamente replicada em inúmeros sites e viralizou na internet. Sentença condenatória foi em desfavor de DERACRE e Estado do Acre, e não Prefeitura.

A Prefeitura do município de Taraucá publicou Nota Pública, neste final de semana, esclarecendo que irá ajuizar ação judicial contra o site de notícias Ac24horas, em razão de publicação de matéria jornalística intencionalmente errada, ou fake news.

Segundo informações internas, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura estaria colhendo as provas, salvando cópias das publicações da matéria no site e redes sociais, bem como verificando outros sites que fizeram a replicagem da falsa matéria.

Entenda o início de tudo:

O Juízo da Vara Cível de Tarauacá garantiu que um ciclista receba R$ 10 mil pelos danos morais sofridos após cair em buraco por falta de sinalização. A sentença foi publicada na edição n°6.171 do Diário da Justiça Eletrônico, de quarta-feira (8).

“A deterioração da camada asfáltica ou a proliferação de buracos, irregularidades, reentrâncias, bueiros abertos ou salientes e outras irregularidades nas vias públicas de passagem de veículos e de pedestres caracterizam omissão desidiosa do Poder Público, que responderá pelos danos que ocorram em razão dessas irregularidades”, registrou o juiz de Direito Guilherme Fraga.

Em outubro de 2014, a autora Processo n°0700516-45.2014.8.01.0014 vinha pela BR 364 e alegou que por falta de sinalização e iluminação caiu em uma cratera, oriunda de desbarrancamento na ponte sobre o Rio Tarauacá. Segundo a autora, por causa do acidente tem dificuldades na movimentação de um dos braços e sofre de fortes dores de cabeça.

SENTENÇA CONDENATÓRIA CONDENA ESTADO DO ACRE E DERACRE

Na sentença, o juiz de Direito Guilherme Fraga, que estava respondendo pela unidade judiciária, constatou a responsabilidade tanto do DERACRE, quanto do Estado do Acre pelo ocorrido, o primeiro pela má prestação do serviço na manutenção da ponte e o segundo por não fiscalizar a realização do serviço.

Na época do fatos, a competência pela manutenção da BR-364 cabia ao Estado do Acre, e a sinalização e manutenção da ponte, ao DERACRE.

Clique aqui, para entender a condenação do Estado do Acre e DERACRE. Clique aqui para ler a Sentença.

FAKE NEWS

O site Ac24horas publicou matéria fake news no seu site, na internet, e inúmeros sites replicaram a matéria, que viralizou na internet e redes sociais (clique aqui ou aqui para ler a fake news).

A fake news publicada também viralizou na página no Facebook.

A notícia falsa também repercutiu nas redes sociais, porque foi publicada na fan-page do site, no Facebook, e teve 222 reações, 40 comentário e 41 compartilhamentos, até a data de hoje (13.08.18, às 09:40hs).

Vários usuários comentaram e fizeram o compartilhamento da matéria no Twitter, Facebook, Pinterest, e outras redes sociais. Além de mais de 20 sites de notícias, que publicaram o conteúdo.

O site Ac24horas até o momento não publicou retratação, e a matéria permanece ativa em mais de 20 sites de notícias do Acre, além da rede social.

Leia a Nota Pública da Prefeitura de Tarauacá:

NOTA DE ESCLARECIMENTO PÚBLICO

Mais uma vez, a Administração Municipal vem a público com o triste objetivo de desmentir matéria equivocada, desta vez publicada pelo site www.ac24horas.com, que inclusive deverá ser acionado na Justiça brevemente para responder judicialmente pela publicação errônea e divorciada de profissionalismo.

Na referida matéria, há a menção feita pelo site de que “Prefeitura de Tarauacá terá que pagar R$ 10 mil para ciclista que caiu em buraco”, vale ressaltar que o fato ocorreu na BR364, cabeceira da ponte. Portanto de competência do Estado e não do Município, estando assim a matéria jornalística sido baseada em fatos inexistentes.

Ademais a Prefeitura não se encontra no polo passivo da ação como se fosse requerida, mas sim os condenados que  foram o Estado do Acre  e DERACRE, tendo a referida ação ajuizada em 2014.

Acreditamos que o jornalista, ao produzir uma matéria sem se inteirar de todos os fatos, e procurar fazer proselitismo politico com fatos que não conhece, presta um péssimo serviço à população ou a quem lhe encomendou a matéria.

Acre.com.br

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco