NOSSAS REDES

Rio Branco

Prefeitura de Rio Branco apresenta ações de infraestrutura para 2018

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A prefeita de Rio Banco, Socorro Neri, apresentou na noite desta quinta-feira (14) o cronograma de ações de infraestrutura e metodologia do trabalho previstos para o segundo semestre de 2018 a lideranças comunitárias e vereadores. O encontro foi realizado no auditório da secretaria de Estado de Educação com a presença do secretariado municipal.  
As ações incluem a manutenção  viária. Com a escassez de recursos  do governo Federal e orçamento de R$ 804 milhões, sendo apenas R$ 492 milhões de recursos próprios, e cerca de 2%  disso para investir em infraestrutura, a prefeita ressaltou que terão  prioridade as ações que beneficiem um maior número possível de pessoas, como a manutenção dos principais corredores de ônibus, vias estruturantes, vias de acesso aos bairros, ramais com maior produção e que tenham unidades de ensino e de saúde.
As ações serão integradas entre as secretarias e desenvolvidas de junho a novembro deste ano, incluindo a operação tapa buracos, limpeza urbana, sinalização e paisagismo.
Para realizar os serviços, a EMURB, que voltou a usinar o asfalto utilizado no recapeamento de ruas, contará com 76 máquinas e outros equipamentos e 143 trabalhadores. A limpeza urbana terá 15 máquinas e 70 servidores. A assistência à área rural ficará com 2 patrulhas mecanizadas e 36 homens. Os serviços de recuperação  asfáltica serão realizados sempre no sentido centro bairros. “Temos 1000 Km de ramais e estradas vicinais, a cidade conta com 800 Km de malha viária, sendo 600 pavimentados, o que requer um grande esforço por parte da prefeitura nessa manutenção”, ressalta a prefeita.     
De acordo com Socorro Neri, o planejamento garante que a prefeitura possa manter a excelência na gestão, responsabilidade fiscal e qualidade social dos gastos. “ È importante destacar que a Prefeitura tem multiplicidade de funções, que vão além da manutenção de ruas e  apesar das dificuldades, as escolas, creches  e unidades de saúde funcionam dentro da normalidade. Vamos atuar agora de acordo com o planejamento até novembro. Espero ter com as lideranças comunitárias essa relação de entendimento para que possamos seguir com as intervenções de forma realista”, explicou Neri.
Ozeas Silva, presidente da União das Associações de Moradores de  Bairros (UMARB) avalia como positiva e construtiva a atitude  da prefeita de mostrar números, previsões, e  pedir apoio às lideranças comunitárias, na busca de melhorar a qualidade dos serviços prestados à população. “ O encontro foi além das expectativas e tivemos acesso aos orçamentos, valores de repasses e a previsão para as ações, que vão beneficiar a maioria dos  nossos bairros com serviços de infraestrutura”.
Em nome dos demais vereadores, Rodrigo Forneck destacou a necessidade da repactuação da gestão municipal com as lideranças comunitárias e afirmou que “apesar de todas as dificuldades, todos os serviços da prefeitura estão em dia, o que será mantido, graças ao planejamento apresentado agora para todos”, concluiu. Além de Forneck, estavam presentes também os vereadores Juruna, Elzinha Mendonça e Mamed Dankar            
O que já foi executado este ano
Este ano, a prefeitura já atuou fortemente na melhoria da infraestrutura da capital. A aplicação de 15 mil toneladas de mantas asfálticas beneficiou 176 bairros, 694 ruas e 425 vias. Com relação à limpeza e retirada de lixo e entulho, já foram atendidos 116 bairros e 8 vilas, 129 praças, 4 parques e 1.033 desobstruções de igarapés e córregos e dispositivos de drenagem. Na zona rural, o serviço de melhoramento de ramais, alcançou 170 quilômetros de 19 comunidades rurais. Por Assessoria. Fotos: Fagner Delgado/Asscom

ACRE

Incêndio destrói casa após criança de 3 anos brincar com isqueiro no Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Uma casa de madeira da Vila Custódio Freire, em Rio Branco, foi consumida pelo fogo após uma criança de três anos brincar com um isqueiro dentro do quarto. O incêndio ocorreu nesta terça-feira (8) e ninguém ficou ferido.

O Corpo de Bombeiros do Acre informou que ao chegar ao local encontrou três crianças de 3, 5 e 11 anos sozinhas na casa. Os vizinhos acionaram os bombeiros.

A criança mais velha, de 11 anos, falou para os bombeiros que estava na cozinha quando o irmão caçula brincava com um isqueiro no quarto e começou o fogo. Ao perceber as chamas, a criança retirou os irmãos mais novos e pediu socorro.

A mãe das crianças estava trabalhando e foi para o local após ser avisada do incêndio.

“O combate durou cerca de 30 minutos Fomos acionados por volta das 10 horas. Era uma residência de madeira medindo cerca de dez por cinco metros”, destacou a cadete Laiza Mendonça.

Continue lendo

CRIME

No AC, pai suspeito de matar filho de 6 anos com corte no pescoço tem pedido de soltura negado pela justiça

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Prisão foi mantida pela juíza da 1ª Vara do Júri, Luana Campos, nessa quinta-feira (3).

Capa: Pai teria matado o filho na madrugada do dia 13 de agosto e voltou a dormir — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre.

O pai suspeito de matar o filho de 6 anos com um corte no pescoço teve a prisão preventiva mantida pela juíza da 1ª Vara do Júri, Luana Campos, nessa quinta-feira (3). Ele foi preso em flagrante no dia 13 de agosto após o crime, no bairro Bahia Nova, na capital acreana.

A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça, mas a juíza informou que não vai comentar o caso.

O crime ocorreu durante a madrugada, mas a mãe só percebeu que o filho estava morto pela manhã quando foi no quarto das crianças. Após ser preso em flagrante, o pai encaminhado para o presídio de Rio Branco no dia 14, após a juíza Andrea Brito, da Vara de Execução Penal e Medidas Alternativas, decretar a prisão dele.

Após ser descoberto, o homem tentou fugir mas foi contido, preso e levado para a Delegacia de Flagrantes por policiais civis da 1ª Regional da capital. O suspeito chegou rindo à delegacia.

Além do menino de 6 anos, o outro filho do casal, um bebê de 5 meses, dormia no berço ao lado do irmão.

Em depoimento, o servente de pedreiro falou que teve um surto pela abstinência de drogas, foi na cozinha pegar uma faca e seguiu para o quarto dos filhos.

Após degolar o filho mais velho, o suspeito voltou para a cama, deitou ao lado da mulher e dormiu até de manhã. As informações foram repassadas ao G1 pelo delegado responsável pelo caso, Frederico Tostes.

Sem arrependimentos

Além do suspeito, a polícia ouviu também a mãe das crianças e um pastor, para quem o suspeito estava trabalhando. No depoimento, o homem não demonstrou arrependimento, segundo a polícia.

“Falou que há três semanas deixou de usar drogas, na abstinência teve uma perturbação mental e fez isso. Não ficou muito claro no depoimento, não falou muito. Disse que de madrugada pegou a faca e cortou o pescoço da criança. Perguntei se ele se arrependeu e disse: ‘não é tão simples assim’. Não quis falar que estava arrependido. Sem arrependimentos”, explicou o delegado.

O suspeito teria ainda ligado para um pastor, mas não falou nada e desligou o telefone.

“Ele deitou para dormir, levantou de manhã como se nada tivesse acontecido. Ele estava indo para a igreja para sair do vício, fazendo um trabalho voluntário”, complementou Tostes.

Além do suspeito, a polícia também ouviu a mãe das crianças e o pastor como testemunhas. A mulher afirmou que o marido sempre foi cuidadoso com os filhos e nunca agrediu eles.

“Ela falou bem dele, disse que sempre foi uma pessoa boa, nunca agrediu, na hora de educar não agredia. Ela estava dormindo, não ouviu nada. Acordou de manhã com ele abrindo a porta e quando estava saindo viu a criança morta e gritou”, lamentou o delegado.

A Polícia Civil informou também que o suspeito vai ser indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe. Por G1AC. 

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco