NOSSAS REDES

ACRE

Polícia já sabia que haveria um grande roubo na fronteira há cerca de um mês

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Há cerca de um mês, membros da Polícia Civil e do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), que tomam conta de cidades localizadas na região do Alto Acre, descobriram superficialmente a armação que planejava um grande roubo na região. Tal crime executou a explosão de um caixa eletrônico no município de Brasileia, ocorrido por volta das 3h da madrugada desta quinta-feira (29). A ação que envolveu ao menos quatro suspeitos ocorreu em plena realização da Operação Fronteira Segura, deflagrada esta semana para coibir episódios de crimes na região.
Apesar da Operação, a inteligência das forças de segurança não foi possível – por si só, impedir que a ação criminosa fosse concretizada. Ocorre que desde o último dia 27 de agosto há uma concentração de policiais e membros da segurança pública no município de Epitaciolândia devido à programação do Circuito Country, que inicia nesta quinta.

De acordo com informações repassadas por um dos organizadores da Operação ao ac24horas, assim que tomaram conhecimento do plano de roubo na região, a o policiamento foi reforçado em Epitaciolândia. Porém, os criminosos acabaram se descolando para cometer o crime em Brasileia. “A gente já tinha a informação de que haveria um roubo grande na região, mas a gente não sabia aonde. A gente já tinha essa informação há pelo menos um mês”, diz o agente de polícia civil Erodilson Souza, que auxilia os trabalhos do delegado responsável pela Operação no município, Luiz Tonini.
A operação é resultado de um trabalho conjunto entre a Polícia Civil de Epitaciolândia e o Iapen, visando fiscalizar, fazer rondas e blitz, monitorar foragidos da Justiça e coibir o tráfico de drogas e armas enquanto ocorre a festividade, que segue até o próximo domingo, dia 1º de setembro. Entretanto, as ações não ocorrem durante a madrugada, justamente o horário em que o caixa eletrônico do Banco do Brasil foi invadido e explodido por criminosos.
Segundo o coordenador da Unidade de Monitoramento do Iapen em Brasileia, o órgão auxilia os municípios de Brasileia, Xapuri, Epitaciolândia e Assis Brasil. “Começamos a operação recentemente, mas eles [criminosos] são ousados. Estamos fiscalizando e monitorando durante o dia para tentar coibir casos assim. Intensificamos mais em Epitaciolândia devido ao evento”, afirma Jocimar Ceres.
No local, o Iapen monitora pessoas que cumprem Medidas Cautelares. “Elas não podem frequentar bares, ingerir bebida alcoólica, nem participar de festividades. E a probabilidade de elas descumprirem essa medidas durante o evento [Circuito Country] é muito grande, por isso entramos com esta ações”, relata Ceres. Os que forem flagrados descumprindo as medidas terão de se explicar ao judiciário.

Entenda o caso

Para dar tranquilidade durante os dias em que ocorrem o Circuito Country, a Polícia Civil de Epitaciolândia e o Iapen iniciaram na terça-feira, 27, a Operação Fronteira Segura. A Operação visa coibir diversos tipos de delitos. Os policiais aumentaram as fiscalizações em veículos e transeuntes que passam pela ponte da Amizade, entre Epitaciolândia e Cobija-Bolívia, assim como na BR-317.
Um mototaxista com dupla nacionalidade já foi preso durante fiscalização no Posto da Receita Federal em Epitaciolândia. O homem tinha um mandado de prisão em aberto por não cumprir com o pagamento da pensão alimentícia.
Mesmo com toda a fiscalização, criminosos fortemente armados conseguiram explodir um caixa eletrônico do Banco do Brasil nesta madrugada (29). No último dia 23 de agosto, a Câmara Municipal de Brasiléia também realizou audiência pública para tratar do avanço da criminalidade na fronteira.

Resposta da Segurança

Após o ocorrido, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) emitiu nota de esclarecimento assegurando que as providências necessárias para captura dos envolvidos na ação criminosa já foram deflagradas. “Os infratores reagiram à ação policial com disparos de arma de fogo, sendo repelidos com o poder de fogo necessário pela guarnição policial”, diz a nota.
Durante a ação e tentativa de fuga dos criminosos, um dos policiais militares foi atingido em um dos braços por um disparo de arma de fogo. De acordo com a Segurança, os infratores conduziam um veículo e fugiram em direção a Bolívia.
Uma operação conjunta entre as Policiais Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal tentar localizar e prender os criminosos. “Foram montadas barreiras rodoviárias e estão sendo realizadas abordagens em pessoas e veículos, buscas em vias urbanas e rurais e cooperação com as forças de segurança da Bolívia”, explica o órgão.
Uma operação envolvendo o Grupamento Especializado em Fronteiras (Gefron) está prevista para começar no próximo dia 7 de setembro na região.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco