NOSSAS REDES

Acreanidades

Opinião: Passatempo de Chico Mendes, jogo de dominó persiste no Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Eu achava que sabia jogar dominó, até que viajei ao Acre.

Para mim, o segredo era simples: encadear as peças com pontas iguais, até ser o primeiro a bater. Mas, no Acre, descobri um passatempo complexo, com jeito de truco e aspectos de um jogo de estratégia, que é praticado com assiduidade pelos moradores.

Jogar dominó era um dos hábitos do líder seringueiro Chico Mendes, morto 30 anos atrás. Era isso que ele fazia minutos antes de ser assassinado, na cozinha de sua casa, em Xapuri.

Até hoje, o jogo ainda é hábito entre seringueiros da região –bem como, descobri depois, entre moradores de partes da região Norte.

Jogar dominó é hábito comum entre os moradores do Acre – Fotos: Estelita Hass Carazzai.

Nesse dominó acriano, ganha o jogo quem conseguir marcar 200 pontos. Os pontos, você consegue somando quantas ‘bolinhas’ há nas peças das pontas: se a soma der um múltiplo de cinco, você marca a quantidade correspondente em pontos. Pode fazer 5, 10, 15, 20 ou até 35 pontos por jogada.

O segredo não é só ser bom em matemática, mas também conseguir prever as jogadas do adversário. Quem realmente manja do jogo já decorou as 28 pedras, e consegue saber, com base na mesa e na mão, quais as chances de bater ou de impedir a jogada do adversário.

No Google, descobri que essa modalidade se chama “dominó ponta de cinco”.

Em Xapuri, o dominó costuma ser jogado em mesas na varanda das casas. A maior parte dos seringueiros joga em dupla, ou “parceirado” –como se fosse truco, com direito a sinais secretos e euforia na hora de jogar a peça final.

Os pontos são marcados com sementes de mulungu, ou o que estiver à mão: cada uma representa cinco pontos. E, vez ou outra, tem até campeonato.

Chico Mendes, pelo relato dos companheiros da época, era um excelente jogador. O dominó que ele jogava minutos antes de ser morto, nos fundos de sua casa, ainda está na mesma mesa da cozinha, preservada como museu em Xapuri.

Cozinha preservada da antiga casa de Chico Mendes.

Estelita Hass Carazzai. Folha SP.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Dia C: Sicoob Acre entrega mais de dois mil kits em comunidades carentes da capital e interior do Estado

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Apesar da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado, a Cooperativa de Créditos e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) participou neste sábado, 4, do Dia de Cooperar, ou Dia C, atividade desenvolvida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Direcionada em ações de combate à doença neste período, a instituição financeira entregou de forma gratuita mais de dois mil kits de higiene e proteção, com máscaras e álcool em comunidades carentes da capital e interior.

Celebrada sempre no segundo sábado de julho, a data este ano tem como tema “Atitude simples movem o mundo” realizada nos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal. No estado, a ação do Sicoob Acre atendeu diversos bairros de Rio Branco, Acrelândia, Brasileia e Cruzeiro do Sul. Para evitar aglomerações, as entregas foram feitas pelos próprios colaboradores da entidade de forma individual nos bairros em que eles moram e os próximos.

O Dia C é marcado por diversas ações focadas na responsabilidade social em áreas da saúde, educação, lazer e meio ambiente promovidas pelos sete ramos de cooperativismo atuantes no país, incluindo o cooperativismo de crédito. A ideia é transformar a realidade social de milhares de comunidades por meio da prestação de serviços. Neste ano, as iniciativas já praticadas pelo Sicoob Acre foram ligadas ao novo coronavírus com estímulo a continuidade delas mesmo após o evento.

Presidente do Sicoob Acre, José Generoso explica que duas etapas foram desenvolvidas. “Cooperação Vem à Casa” e “Pilares e Atuação com o Compromisso Social” reuniram todas as cooperativas do estado para desenvolver iniciativas como arrecadações de alimentos e doações financeiras para atender pessoas carentes, além de ajudar instituições do ramo que tenham sido afetadas e correm risco de extintas com direcionamento para os colaboradores e seus familiares.

“O maior compromisso do Sicoob Acre não é o lucro, mas sim ofertar um retorno social positivo e concreto nas comunidades onde estamos inseridos. Neste ano, distribuímos kits de proteção com álcool em gel e máscaras. Também ofertamos orientações de como prevenir a doença em casa e outros ambientes. Abraçamos a causa do Dia C desde a primeira edição como forma de contribuir com a população, isso me deixa muito realizado e feliz”, relata Generoso.

Continue lendo

ACRE

Colapso na saúde e exemplos de tratamento contra a Covid-19 serão assuntos da live que busca salvar vidas

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com o objetivo de salvar vidas, médicos de várias partes do Brasil e o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) realizarão uma live nesta quarta-feira (17) para divulgar o sucesso no tratamento contra o coronavírus (Covid-19) em Belém do Pará. Especialistas tratarão sobre a abordagem adotada pelos médicos paraenses em pleno colapso no sistema de saúde, contribuindo para reduzir a quantidade de mortes.
O evento, aberto para toda a população e para gestores públicos. será transmitido pelo perfil do Sindmed-AC no YouTube, com a participação de especialistas de vários Estados, contemplando profissionais do Acre e de Rondônia.
“É um projeto de iniciativa da Dra. Luciana Cruz que está em uma corrente nacional de combate a Covid-19. Um trabalho muito bonito, participando de grupos de debate em todo o Brasil, chegando a dialogar sobre os problemas com o Ministério da Saúde”, detalhou a primeira-secretária do Sindicato, Jacqueline Fecury.
O tema do evento online é “A experiência em situação de colapso na pandemia de Covid-19 em Belém do Pará: 300 casos nas fases IIA e IIB tratados em domicílio”.
O Sindmed-AC vem realizando videoconferências com médicos nos últimos meses, buscando ouvir demandas e debater a aplicação de protocolo para tratamento contra o coronavírus. As atividades ainda incluem visitas às unidades de saúde e reuniões com autoridades, buscando cobrar melhorias nas condições de trabalho e no atendimento da população.
Devido ao alcance do debate, os organizadores estão divulgando o horário, levando em consideração o fuso de cada região, assim, no Acre, a live começará às 19h. Em Rondônia, o evento está marcado para às 20h e, para aqueles que estão em outras regiões do Brasil, o horário de início do debate será 21h.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco