NOSSAS REDES

ACRE

Mesmo após recurso do MP-AC, Justiça mantém liberdade de PM que atropelou e matou mulher

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O policial militar Alan Martins, envolvido no acidente de trânsito que matou Silvinha Pereira, em maio, segue em liberdade. O carro que o PM dirigia bateu na motocicleta que a mulher estava com o marido, na Estrada Dias Martins, em Rio Branco.

A Justiça acreana decidiu manter o PM solto no início desta semana, quando julgou o recurso do Ministério Público do Acre (MP-AC) solicitando que o juiz, que mandou soltar o suspeito, reconsiderasse a decisão.

“Foi feito um recurso, que o juiz podia reapreciar, podia se retratar ou reconsiderar a decisão dele que revogou a prisão. Mas, o juiz manteve a decisão concedendo a revogação e encaminhou para o Tribunal examinar ou julgar o recurso”, explicou o advogado de Martins, Wellington Silva.

Silvinha Pereira da Silva, de 38 anos, morreu após ser atropelada por PM — Foto: Arquivo da família

Revolta

Ao G1, a filha mais velha de Silvinha, Saionara Silva, falou que não tem palavras para expressar a revolta da família. Ela contou que o padrasto, José da Silva já está em casa e se recupera dos ferimentos.

“Não sei nem o que falar, porque é difícil. Meu padrasto passou pela cirurgia e está bem melhor. O que a família quer é justiça, vamos ver o que vamos fazer”, reforçou.

A família da vítima chegou a fazer um protesto em frente do MP-AC após a soltura do militar. Parentes de Maria Cauane da Silva, de 11 anos, também participam do ato. Isso porque Martins é um dos cinco réus no caso da menina, que foi morta durante uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), no ano passado.

Acidente

Silvinha, o marido e o PM ficaram feridos e foram levados para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). No dia 19, Silvinha morreu no hospital e o marido ficou internado à espera de uma cirurgia no fêmur.

A prisão preventiva do PM foi feita no dia 31, a pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC). Segundo as investigações do órgão, o policial tinha consumido cerca de 30 garrafas de cerveja no dia do acidente. A defesa nega que ele tenha bebido no dia da batida.

Vídeo

Um vídeo mostra o momento do acidente na Estrada Dias Martins, envolvendo o policial militar e que resultou na morte de Silvinha.

O vídeo, que foi divulgado nas redes sociais, mostra o momento em que o carro passa em alta velocidade, ultrapassa outro veículo e bate na moto por trás e para em cima da calçada, após se chocar com o poste de energia elétrica.

Em entrevista ao G1, no último dia 23, o marido de Silvinha, José da Silva, disse que o policial dirigia em alta velocidade e narrou o pouco que lembra sobre o acidente.

“Não tenho muito o que explicar, porque a única coisa que lembro é que escutei cantada de pneu atrás da gente. Quando olhei o retrovisor, a única coisa que vi foi um vulto muito rápido e o impacto. Daí já apaguei e não lembro mais de nada. Quando fui acordar, acho que já tinha dado uns 20 minutos depois”, contou na época.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco