NOSSAS REDES

ACRE

Gladson mantém pagamento a ex-governadores descumprindo promessa de campanha

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

 

O governador Gladson Cameli (Progressistas) finalizou o primeiro mês de sua gestão a frente do Palácio Rio Branco pagando o salário de todos os servidores, mas também não esquecendo de honrar com os 17 beneficiários que recebem a pensão de ex-governador do Estado, apesar de afirmar que após assumir as rédeas do Estado, acabaria com a chamada “mamata”.

Neste mês de janeiro os pensionistas, dependentes e até mesmo o próprio governador Gladson Cameli tiveram um reajuste superior a 16% em seus vencimentos, com base no efeito cascata do salário de um Ministro do STF, cujo o vencimento é superior a R$ 39 mil. De acordo com lei, os pensionistas devem ganhar o mesmo salário do governador que exerce sua função e como o salário do chefe do executivo corresponde a 100% do salário de um desembargador do Tribunal de Justiça, os vencimentos saltaram de R$ 30.471 para R$ 35.461.

O impacto dessa medida nos cofres do Estado somente neste mês de janeiro foi de R$ 602 mil, que somados em 12 meses, mais o acréscimo do 13º, poderá ultrapassar os R$ 7,8 milhões somente em 2019.

Entre os atuais beneficiários que receberam o novo reajuste já neste mês. estão o ex-governador Jorge Viana, que nesta semana deixou o Senado Federal, após ser derrotado nas eleições de 2018. Outro também que consta no rol de beneficiados é o ex-governador Binho Marques, que nos governos da presidente Dilma Rousseff ocupou cargos de destaques no Ministério da Educação. Mas não é só de petistas que a lista é feita. Outro que também recebe um gordo benefício é o deputado federal Flaviano Melo (MDB), que mesmo exercendo cargo na Câmara, acumula os dois salários. O ex-governador Nabor Junior, aliado de longa data de Flaviano, também recebeu a pensão com a reajuste este mês.

CONFIRA A LISTA COMPLETA DOS BENEFICIÁRIOS DE JANEIRO

. ARNOBIO MARQUES DE ALMEIDA JUNIOR

. FLAVIANO FLAVIO BAPTISTA DE MELO

. HELENICE COLLYER NEVES

. IOLANDA FERREIRA LIMA

. JORGE NEY VIANA MACEDO NEVES

. LEILA RIBAS WANDERLEY DANTAS

. MARIA DE NAZARE DAMASCENO ESTEVES

. MARIA FATIMA BARBOSA DE ALMEIDA

. MARIA JOSE DE LIMA

. MARIA LUCIA MELLO DE ARAUJO

. MARY DALVA PROENCA CERQUEIRA

. MIRACELE DE FREITAS ARAUJO

. NABOR TELES DA ROCHA JUNIOR

. OVILIA DE ALENCAR LINO

. ROMILDO MAGALHAES DA SILVA

. TERESINHA KALUME

. BEATRIZ BARROSO PARDO DE CAMELI

GLADSON EM SAIA JUSTA

Logo nos primeiros dias após a sua vitória nas urnas, o governador Gladson Cameli (Progressistas) passou pela primeira saia justa após a eleição. Questionado sobre a pensão vitalícia de mais de R$ 30 mil na época que beneficia ex-governadores, ele informou que encaminharia projeto ao Legislativo para acabar com o benefício, mas a verdade é que uma PEC aprovada há dois anos na Casa, revogou integralmente o artigo 77 da Constituição Estadual e acabou com a gorda aposentadoria dos chefes de estados que vierem depois de Sebastião Viana. O curioso da episódio é que a PEC foi apresentada pelo deputado Gerlen Diniz, que é correligionário de Gladson Cameli.

Após assumir o cargo, o ac24horas voltou a questionar o governador sobre a situação, porém, a resposta foi bem mais amena do que meses anteriores. Segundo apurou o ac24horas, Cameli solicitou um estudo da situação jurídica dos pagamentos. A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), por exemplo, já aprovou o fim dessa aposentadoria, contudo, à princípio, a emenda à constituição estadual só valeria a partir de Cameli. Um estudo estaria sendo feito pela Procuradoria-Geral do Estado para apurar se uma medida administrativa simples de Cameli poderia resolver a situação sem iniciar uma guerra nos tribunais com os beneficiários.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco