NOSSAS REDES

BRASIL

Fotos: Venezuelanos desesperados por comida já compram até carne podre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Venezuela continua mergulhada numa profunda crise econômica e social, obrigando alguns venezuelanos a comprarem carne estragada nos mercados para conseguirem sobreviver.

Na cidade de Maracaibo, antes conhecida como a “Arábia Saudita da Venezuela” graças à produção petrolífera, os moradores fazem agora fila para comprar carne estragada, uma vez que os refrigeradores não funcionam devido às constantes falhas de energia.

Um dado revelado pela Associated Press (AP) que, no Las Pulgas, mercado central da segunda maior cidade do país, testemunhou vários moradores comprando o produto, sendo a única forma de consumir algum tipo de proteína.

Um desses casos é Yeudis Luna, pai de três filhos que, em declarações à agência, descreve que a “carne cheira um pouco mal, mas se consegue disfarçar com vinagre e limão”.

O homem de 55 anos, guarda em um estacionamento, foi deixado pela mulher, no ano passado, que se mudou para a Colômbia porque, explica à agência, não conseguia mais aguentar a fome. E nunca mais soube dela até hoje.

O certo é que o venezuelano tem três meninos para criar: um com seis, um com nove e outro com dez anos. Por isso, comprou a carne estragada, sabendo que é ruim, mas fazendo todo o possível para torná-la comestível.

Ao preparar a carne, Luna diz que a lava com água e depois a deixa mergulhada durante a noite em vinagre. No momento da preparação, espreme dois limões por cima e a deixa cozinhar com tomate e meia cebola. “Tive medo que meus filhos ficassem doentes porque são pequenos. Mas apenas o mais novo ficou com diarreia e vomitou“, conta.

Johel Prieto é um dos açougueiros deste mercado e justifica à AP que são as constantes falhas de eletricidade que estragam a carne, admitindo que já triturou uma parte e a misturou com carne fresca, na tentativa de mascarar a deterioração.

Não é de se admirar que muitas pessoas acabem doentes, mas a verdade é que os açougues deste mercado, com bandejas de carne de cor duvidosa e repletas de moscas, fazem fila. Alguns utilizam a carne para dar de comer aos cães, diz Prieto, enquanto outros a cozinham mesmo para as famílias.

Questionado com o porquê da decisão, Prieto é bastante direto: “Claro que comem a carne, graças ao Maduro“, referindo-se sem qualquer reserva ao presidente venezuelano. “A comida dos pobres é comida estragada”, acrescenta.

A Venezuela continua mergulhada numa profunda crise econômica e social: escassez de alimentos e de medicamentos, uma significativa inflação dos preços, o aparecimento de várias doenças e constantes protestos violentos contra o regime são alguns dos problemas que o povo tem de enfrentar todos os dias. Ciberia // ZAP.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Brasileiros querem volta das aulas apenas após vacina da Covid-19

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Para 72% dos brasileiros das classes A, B e C, os estudantes só devem voltar a ter aulas presenciais depois que uma vacina para o novo coronavírus estiver disponível, segundo pesquisa Ibope divulgada pelo jornal “O Globo” nesta segunda-feira (7).

O levantamento foi feito entre os dias 21 e 31 de agosto, pela internet, com 2.626 pessoas com mais de 18 anos e das classes A, B e C. O nível de confiança é de 95% dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Continue lendo

BRASIL

Aborto Realizado: Médicos interrompem gravidez da menina de 10 anos que foi abusada pelo próprio tio

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

De acordo com o portal A Gazeta, a equipe médica do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, para onde foi levada a menina de 10 anos que ficou grávida após ser abusada pelo tio, já terminou a primeira etapa do aborto.

O médico Olimpio Barbosa de Morais Filho foi o responsável pelo procedimento e segundo ele, a menina poderá voltar para o Espírito Santo nesta quarta-feira (19), mas ainda não foi confirmado oficialmente quando ela receberá alta hospitalar.

O aborto foi autorizado pela Justiça do Espírito Santo, com um procedimento onde é ministrada uma injeção com medicamentos que resulta no óbito do feto e isto já foi feito.

Na madrugada de hoje começou a segunda etapa do procedimento, que é retirar o feto já sem vida e isto será realizado através de medicamentos.

O processo é concluído quando for realizada a limpeza total do útero da menina, que primeiramente foi internada no Hospital das Clínicas, em Vitória, só que a equipe médica de lá não quis fazer o aborto, alegando que a legislação vigente não poderia ser aplicada neste caso devido a idade gestacional.

A princípio foi dito que a menina estava no terceiro mês de gestação, mas exames posteriores revelaram que era o quinto mês. A criança foi levada para um hospital em Recife, onde o aborto então foi realizado e está sendo concluído hoje.

Ainda de acordo com o portal A Gazeta, familiares se mostraram favoráveis à interrupção da gravidez da menina. Um grupo de religiosos chegou a ir até a entrada do hospital protestar contra o aborto na noite de ontem.

VIA: PortalR7notícias

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco