NOSSAS REDES

ACRE

EMPRESA DE PIRÂMIDE R12 INVESTIMENTOS “DÁ O GOLPE DO SÉCULO”, DIZ UM DOS INVESTIDORES.

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O pessoal somente REPLICAVA o que o Gerson falava nas reuniões e nos videos, e muitas vezes a gente levava as pessoas lá no escritório e ele mesmo explicava” – afirmou um dos investidores enganados. 

Os investidores, supostamente ludibriados, fizeram um grupo de whatsapp, denominado “DEVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO”, administrado pelas vítimas do suposto golpe. 

Outros investidores lesados, poderão ingressar no grupo de whatsapp pelo seguinte link de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/256ntHkBQLe7C6u0ABPcKI

Outro membro da rede disse: “Verdade. Eu já conhecia ele da igreja. Parecia ser um Homem honesto no q falava. Mas na verdade só se escondia. Nunca imaginava q ele iria fazer isso!”

Um dos membros do grupo “DEVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO”,  desabafou: “E lugar de bandido e na cadeia!”. 

O Advogado contratado pelos investidores supostamente enganados, Dr Max Elias Araújo, afirmou: “Eu estou impressionado e acredito que ultrapassará os 50 milhões. É quase uma Mega Sena da Virada”. 

Disse ainda o advogado Dr Max Elias Araújo: Meus amigos, tive uma reunião hoje (17/01/2018) com o Senhor Roberto da Princesinha e garanto que este é de fato um verdadeiro guerreiro, o qual está em plena luta por todos nós e em especial pelo nosso ressarcimento, vejo que ele está lutando incansavelmente e vamos realmente conseguir fazer a Justiça, assim, aguardem que amanhã mostrarei aqui uma coisa bombástica, porém precisamos nos unir mais e mais, pois a união faz a força” – conclui o advogado contratado pelos investidores lesados. 

Acesse este link para entrar no meu grupo do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/256ntHkBQLe7C6u0ABPcKI

Convocados pelo empresário Roberto, do restaurante A Princesinha, localizado no Centro de Rio Branco, diversos cidadãos de Rio Branco se uniram para prestar queixa de uma situação envolvendo um possível esquema de pirâmide financeira, com implicações que podem extrapolar o território brasileiro e chegar a prejuízos internacionais.

ENTENDA O CASO: 

MAIS UM BLOCO NA PIRÂMIDE

De acordo com os presentes, a situação é culpa da empresa R12 Investimentos, sob responsabilidade de Gerson Costa Lima. Após pesquisa, o site ContilNet averiguou uma publicação de julho de 2017 no YouTube, onde todo o passo-a-passo dos supostos investimentos eram realizados.

O investimento funcionava da seguinte forma: os investimentos eram a partir de mil reais, sendo que, deste valor, era prometida uma rentabilidade de R$ 30% desse valor ao longo de seis meses. No último mês, junto com os 30%, eram prometidos outros 30% do capital investido.

“GOLPE DE QUASE R$ 37 MILHÕES”

Gerson, de acordo com os investidores, desativou o site que disponibilizada informações sobre as contas e, desde então, não possui mais um número de telefone que seja do conhecimento dos investidores. Os relatos implicam cerca de 1.700 pessoas (dentro e fora do Brasil) que investiram e não receberam os valores que a empresa prometia. Destas, cerca de 950 são do Acre.

“Já está sem operar há quatro meses. O escritório que tinha aqui na Capital foi fechado, o site ficou inoperante e ninguém mais conseguiu acessar as respectivas contas. O Gerson alegou ter sido roubado por um grupo dentro da própria empresa, mas a verdade é que ele parou de operar na bolsa e transformou tudo em um esquema de pirâmide”. O prejuízo do golpe pode chegar a quase R$ 37 milhões”, disse Alencar.

Outro investidor, que pediu para ficar anônimo, mencionou uma suposta “promoção” dentro do círculo de investidores: se uma pessoa trouxesse outra para a empresa, ganhava um bônus de 4% dentro do seu respectivo valor.

Constatou-se, após averiguação, que o nome de Gerson é citado em seis processos que já estão correndo no Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), onde são solicitadas as devoluções dos valores investidos na empresa dele.

Um boletim de ocorrência mostrado durante o encontro no restaurante também mostra a caracterização da situação como “estelionato simples”, previsto no Artigo 171 do Código Penal Brasileiro.

O grupo de investidores tentou encontrar em contato com Gerson para uma resposta sobre as acusações, mas, até o fechamento desta matéria, o empresário não foi encontrado para possíveis esclarecimentos.

 

Leia também: http://www.tarauaca.net.br/caso-de-policia-acreanos-denunciam-possivel-piramide-financeira-da-r12/

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Feedback
WhatsApp Fale conosco