NOSSAS REDES

ECONOMIA

Em 4º dia de greve, caminhoneiros fazem manifestações pelo país

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Cidades enfrentam falta de combustível, que afeta ônibus e aeroportos

Os caminhoneiros fazem bloqueios em rodovias federais em 22 estados e no Distrito Federal nesta quinta-feira (24).

  • O motivo do protesto é o custo do diesel. O petróleo subiu de preço e a Petrobras repassa as flutuações nas cotações internacionais às refinarias.
  • Nesta quarta-feira, Pedro Parente, presidente da Petrobras, disse que reduziria o preço do diesel em 10% por 15 dias
  • As lideranças dos caminhoneiros têm encontro marcado com a Casa Civil às 14h desta quinta.

  • 10h31 24.mai
    São Paulo

    Procon-SP orienta que consumidor documente aumento sem justa causa de combustíveis

    Com as altas de preços em alguns postos devido à escassez de combustíveis, o Procon emitiu nesta quinta-feira (24) nota em que orienta os consumidores a fazerem denúncias documentadas sobre a prática.

    De acordo com o órgão, a prática abusiva é prevista no Código de Proteção e Defesa do Consumidor, em seção que trata da elevação de preços de produtos e serviços sem justa causa.

    Conforme o Procon, o consumidor precisa documentar a denúncia com nota fiscal ou com o máximo de informações sobre o posto —nome, bandeira que trabalha, endereço, data da compra e preços. Fotos também podem ser utilizadas.

    A denúncia pode ser feita por meio do site do órgão.

  • 10h24 24.mai
    São Paulo

    Concessionárias de ônibus da SPUrbanuss vão atender normalmente nesta quinta-feira

    O SPUrbanuss, sindicato que representa empresas responsáveis por cerca de 60% da frota de ônibus da cidade de São Paulo, diz que as companhias manterão o atendimento normalmente nesta quinta-feira.

    Segundo a assessoria de imprensa do sindicato, empresas chegaram a abastecer seus ônibus em postos de combustível para conseguir atender à população.

    Porém, o sindicato diz que apenas 2 das 14 empresas representadas acreditam poder prestar atendimento com capacidade total na sexta-feira, caso a greve continue. As demais devem oferecer serviço nos horários de pico e ter menos veículos nas ruas nos momentos de menor movimento. (Filipe Oliveira)

  • 10h09 24.mai
    Região Sul

    JF determina multa de R$ 1.000 por hora para quem bloquear rodovias federais gaúchas

    A Justiça Federal concedeu liminar em favor da União na manhã desta quinta (24), determinando multa de R$ 1.000 por hora para quem bloquear as rodovias federais gaúchas. A AGU (Advocacia-Geral da União) encaminhou a solicitação à Justiça a pedido da Polícia Rodoviária Federal. No momento, há reunião de manifestantes em mais de 50 pontos nas rodovias federais do Rio Grande do Sul. (Ana Luiza Albuquerque)

  • 10h07 24.mai
    São Paulo

    Volta para casa preocupa em terminal de ônibus de Guaianases

    Em Guaianases a situação está normal, sem alteração na frota, segundo funcionários. Alguns usuários acharam o terminal mais vazio que o normal para o horário. Outros disseram que estava do mesmo jeito. Mas todos estão preocupados com a volta para casa: acham que vai estar um caos. Eles imaginam que não vai ter gasolina para abastecer os ônibus.

    Alguns dos motoristas que estavam em um posto para abastecer na Marechal Tito, no Itaim Paulista, estão se precavendo e enchendo o tanque. Mas a maioria dos entrevistados só estava sem gasolina e por isso parou para abastecer. (Jéssica Lima)

  • 10h07 24.mai
    Distrito Federal

    Motoristas enfrentam longa fila para abastecer em Brasília

  • 10h06 24.mai

    Manifestações novamente tomam conta do país

    As paralisações nas rodovias já atingem ao menos 22 estados, além do Distrito Federal, nesta quinta-feira (24). Todas as regiões do país têm manifestações em rodovias neste momento, com predominância de atos nas regiões Sul e Sudeste.

  • 10h02 24.mai
    São Paulo

    Trabalhadores do Cegaesp ainda decidem se apoiam greve

    Neste momento entidades de trabalhadores que atuam no Ceagesp estão decidindo se irão apoiar a greve. “Da última vez que fizeram greve geral, só deu prejuízo aos comerciantes e carregadores que perderam produtos e trabalho”, diz comunicado assinado pelos sindicatos Sindicar, dos carregadores, Sincomflores, dos floristas, Sindicato Rural de São Paulo e outros.

    Se os trabalhadores do Ceagesp decidirem parar, a paralisação acontecerá nesta sexta (25). O Ceagesp reúne oito entidades de comerciantes e trabalhadores. As categorias estão divididas.

    “Pelo desabastecimento nós já somos obrigados a parar. Nós não apoiamos a greve mas preferimos ficar abertos. Nem os meus clientes estão conseguindo chegar aqui. Mas o melhor é não parar e continuar aqui para fornecer a quem podemos” , diz Hilton Piquera, diretor do Sincomat (dos comerciantes e atacadistas do Ceagesp) (Joana Cunha)

  • 9h44 24.mai
    São Paulo

    Veículos fazem fila para abastecer em posto de gasolina na avenida Sumaré, zona oeste de São Paulo.

    Vinicius Mota/Folhapress
    Fila em posto da Avenida Sumaré, zona oeste de São Paulo
    Fila em posto da Avenida Sumaré, zona oeste de São Paulo

  • 9h38 24.mai

    Sem exportar, setor de carne já acumula prejuízo com greve

    Desde a última segunda-feira (21), o país deixou de exportar 25 mil toneladas de carne de frango e suínos, de acordo com a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal).

    Esse montante equivale a uma receita de US$ 60 milhões (R$ 218,9 milhões).

    Além disso, 1.200 contêineres de carne bovina deixaram de ser enviados ao exterior, conforme a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne).

    Ambas representam mais de 170 empresas e cooperativas da cadeia de proteína animal no país e afirmam que, até sexta-feira (25), mais de 90% da produção de proteína animal pode ser interrompida se a greve dos caminhoneiros persistir. (Marcelo Toledo)

  • 9h17 24.mai
    São Paulo

    500 ônibus coletivos param na capital paulista, diz SPTrans

    Subiu de 3% para 5% o total de ônibus que deixaram de circular na capital paulista na manhã desta quinta-feira (24), segundo balanço atualizado da SPTrans (companhia responsável pelo sistema de transporte). Por volta das 8h, dos 14 mil ônibus previstos, 500 não foram para as ruas. De acordo com a companhia, o problema já é registrado em todas as regiões da cidade. (Dhiego Maia)

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Agências promovem curso sobre eleições na pandemia e doam recursos para entidades filantrópicas

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As agências Arawá e Comuni+Ação promovem nos dias 12, 13 e 14 de agosto o curso “Comunicação para a Eleição 2020”. Voltada para auxiliar os pré-candidatos a elaborar estratégias de vários aspectos da área com foco no processo eleitoral durante a pandemia do novo coronavírus, a atividade será realizada de forma virtual pela plataforma Zoom das 19h às 21h e destinará 30% do valor total arrecadado para uma entidade filantrópica com atuação em Rio Branco.

As inscrições devem ser feitas por meio do endereço eletrônico https://www.eleicao20.com/ e custam R$ 100. O pagamento pode ser feito por meio de boleto bancário, cartão de crédito ou débito e transferência, os dados bancários para a última opção estão disponíveis no site do evento. Os interessados também podem entrar em contato pelo número 68 99913-6763. Temas como dinâmica da mídia, cuidado com a imagem do candidato, gestão de crise de imagem, administração das redes sociais, forma correta de produção de vídeos e artes serão discutidos.

De acordo com Paulo Santiago, jornalista das duas empresas, o conteúdo elaborado foi pensado a partir das limitações que a campanha eleitoral terá de forma presencial devido às medidas de distanciamento social. Ele afirma que as redes sociais terão um papel ainda maior no pleito deste ano, superando o pleito eleitoral de 2018, e que serão um dos principais meios de contato direto com as pessoas. Aspectos técnicos como Calendário Eleitoral também serão tratados.

“Temos uma inesperada pandemia que impôs uma realidade jamais pensada por qualquer pessoa. Com a mudança de data da pré-campanha, campanha e o dia de votação os pré-candidatos precisam se reorganizar, e muitos ainda não trabalham a comunicação com o público-alvo. Durante três dias vamos ensinar os participantes a atuar com as ferramentas disponíveis e fazer uma boa relação com as pessoas que eles pretendem alcançar neste período”, explica o jornalista.

Com mais de 20 anos de atuação no mercado, o também jornalista Freud Antunes, sócio da Comunic+Ação, destaca que uma comunicação eficiente é essencial para que os pretensos candidatos alcancem sucesso. “Comunicar da forma correta é imprescindível para que as ideias que você tem sejam incorporadas por outras pessoas. Nossa proposta é dar o caminho para que as pessoas sejam entendidas de forma clara e objetiva nos grupos que pretendem chegar”.

Continue lendo

ACRE

Acre teve 55 mil pessoas afastadas do trabalho por causa da pandemia no mês de junho, diz IBGE

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Estudo aponta que esse número corresponde a 21% da população ocupada no estado.

capa: Acre teve 55 mil pessoas afastadas do trabalho por causa da pandemia no mês de junho, diz IBGE — Foto: Reprodução/TV Globo.

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que o número de pessoas afastadas do trabalho por causa da pandemia do novo coronavírus diminuiu em 21% no mês de junho no Acre, comparando com o mês de maio.

Os dados foram divulgados na última sexta-feira (24) e mostram que o estado teve pelo menos 55 mil pessoas afastadas no mês de junho por causa do isolamento social. O número caiu em comparação com o mês de maio, quando foram afastadas 61 mil pessoas, de acordo com o estudo.

Além disso, o levantamento aponta que a população ocupada do estado é de 257 mil pessoas.

O número de pessoas trabalhando de forma remota também caiu comparando entre um mês e outro. Em maio, 17 mil pessoas estavam em home office. Já em junho, o número reduziu para 15 mil.

O levantamento é uma versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua), feito em parceria com o Ministério da Saúde desde o início de maio para identificar os impactos da pandemia no mercado de trabalho e para quantificar as pessoas com sintomas associados à síndrome gripal.

No boletim divulgado nesse domingo (26) pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), o de casos mortes por Covid-19 saiu de 483 para 486. A Saúde também confirmou mais 88 casos de contaminação da doença, subindo de 18.657 para 18.745.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco