NOSSAS REDES

Acreanidades

DETRAN/Ac alardeia redução em 58% nas mortes no trânsito, mas não revela estatística dos valores arrecadados com multas

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

DETRAN-AC afirma que Acre reduziu em 58% as mortes no trânsito nos últimos sete anos, mas o destino da arrecadação das multas continua sendo um ‘mistério’.

O Acre registrou nos últimos sete anos, uma redução de 58% no número de acidentes com vítimas fatais, como resultado das ações de fiscalização da Operação Álcool Zero, implantada na gestão de Tião Viana, desde 2011.

Em nove anos, 22.776 condutores foram autuados no Art. 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De 2010 a 2018, 15.993 condutores tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa no Acre por dirigir alcoolizados.

Os esforços da equipe de fiscalização do Detran e parceiros, somadas à Lei seca, possibilitaram uma redução histórica no índice de mortes no trânsito do estado registrando 76 mortes em 2017.

Lei tem como intuito diminuir os acidentes de trânsito causados por condutores alcoolizados (Foto: Fhaidy Acosta)

“As mortes no trânsito vêm diminuindo desde 2011 no Acre, período em que se iniciaram as atividades da Operação Álcool Zero, e em 2017, esta redução chegou ao seu melhor resultado”, afirma a diretora-geral da autarquia, Shirley Torres.

A Lei 11.705, conhecida popularmente como Lei seca, reduziu a tolerância no nível de álcool no organismo de quem dirige e proíbe a venda de produtos alcoólicos ao longo das rodovias federais. Nesta terça-feira, 19, comemora-se 10 anos desde que essa medida entrou vigor e tem como principal intuito diminuir os acidentes de trânsito causados por condutores alcoolizados.

No Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista que for atuado no Art. 165 dirigindo sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa, é penalizado com multa gravíssima de R$ 293,47, mas com a Lei Seca esse valor é multiplicado por 10, chegando a R$ 2.934,70.

Além da multa, o veículo é retido até que outro condutor habilitado se apresente, outra penalidade é suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por 12 meses. Caso o condutor seja reincidente, a CNH será cassada por dois anos. Com informações do DETRAN/Ac.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Dia C: Sicoob Acre entrega mais de dois mil kits em comunidades carentes da capital e interior do Estado

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Apesar da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado, a Cooperativa de Créditos e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) participou neste sábado, 4, do Dia de Cooperar, ou Dia C, atividade desenvolvida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Direcionada em ações de combate à doença neste período, a instituição financeira entregou de forma gratuita mais de dois mil kits de higiene e proteção, com máscaras e álcool em comunidades carentes da capital e interior.

Celebrada sempre no segundo sábado de julho, a data este ano tem como tema “Atitude simples movem o mundo” realizada nos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal. No estado, a ação do Sicoob Acre atendeu diversos bairros de Rio Branco, Acrelândia, Brasileia e Cruzeiro do Sul. Para evitar aglomerações, as entregas foram feitas pelos próprios colaboradores da entidade de forma individual nos bairros em que eles moram e os próximos.

O Dia C é marcado por diversas ações focadas na responsabilidade social em áreas da saúde, educação, lazer e meio ambiente promovidas pelos sete ramos de cooperativismo atuantes no país, incluindo o cooperativismo de crédito. A ideia é transformar a realidade social de milhares de comunidades por meio da prestação de serviços. Neste ano, as iniciativas já praticadas pelo Sicoob Acre foram ligadas ao novo coronavírus com estímulo a continuidade delas mesmo após o evento.

Presidente do Sicoob Acre, José Generoso explica que duas etapas foram desenvolvidas. “Cooperação Vem à Casa” e “Pilares e Atuação com o Compromisso Social” reuniram todas as cooperativas do estado para desenvolver iniciativas como arrecadações de alimentos e doações financeiras para atender pessoas carentes, além de ajudar instituições do ramo que tenham sido afetadas e correm risco de extintas com direcionamento para os colaboradores e seus familiares.

“O maior compromisso do Sicoob Acre não é o lucro, mas sim ofertar um retorno social positivo e concreto nas comunidades onde estamos inseridos. Neste ano, distribuímos kits de proteção com álcool em gel e máscaras. Também ofertamos orientações de como prevenir a doença em casa e outros ambientes. Abraçamos a causa do Dia C desde a primeira edição como forma de contribuir com a população, isso me deixa muito realizado e feliz”, relata Generoso.

Continue lendo

ACRE

Colapso na saúde e exemplos de tratamento contra a Covid-19 serão assuntos da live que busca salvar vidas

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com o objetivo de salvar vidas, médicos de várias partes do Brasil e o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) realizarão uma live nesta quarta-feira (17) para divulgar o sucesso no tratamento contra o coronavírus (Covid-19) em Belém do Pará. Especialistas tratarão sobre a abordagem adotada pelos médicos paraenses em pleno colapso no sistema de saúde, contribuindo para reduzir a quantidade de mortes.
O evento, aberto para toda a população e para gestores públicos. será transmitido pelo perfil do Sindmed-AC no YouTube, com a participação de especialistas de vários Estados, contemplando profissionais do Acre e de Rondônia.
“É um projeto de iniciativa da Dra. Luciana Cruz que está em uma corrente nacional de combate a Covid-19. Um trabalho muito bonito, participando de grupos de debate em todo o Brasil, chegando a dialogar sobre os problemas com o Ministério da Saúde”, detalhou a primeira-secretária do Sindicato, Jacqueline Fecury.
O tema do evento online é “A experiência em situação de colapso na pandemia de Covid-19 em Belém do Pará: 300 casos nas fases IIA e IIB tratados em domicílio”.
O Sindmed-AC vem realizando videoconferências com médicos nos últimos meses, buscando ouvir demandas e debater a aplicação de protocolo para tratamento contra o coronavírus. As atividades ainda incluem visitas às unidades de saúde e reuniões com autoridades, buscando cobrar melhorias nas condições de trabalho e no atendimento da população.
Devido ao alcance do debate, os organizadores estão divulgando o horário, levando em consideração o fuso de cada região, assim, no Acre, a live começará às 19h. Em Rondônia, o evento está marcado para às 20h e, para aqueles que estão em outras regiões do Brasil, o horário de início do debate será 21h.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco