NOSSAS REDES

ACRE

Deputados votam matérias sobre segurança pública do Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os deputados aprovaram na sessão desta quarta-feira (11) todas as matérias do primeiro semestre deste ano que estavam pendentes. Com o recesso de julho se aproximando, os parlamentares deram celeridade aos trabalhos das comissões para analisar e votar todos os projetos que tramitaram na casa. Todos os projetos do governo do Estado e os de autoria dos deputados estaduais que se encontravam na casa legislativa foram devidamente analisados e votados em plenário.

Nesta quarta-feira, os parlamentares aprovaram 40 projetos, incluindo moções de aplauso e títulos de cidadão acreano. Um dos projetos aprovados pelos deputados “Cria o Corpo Voluntário de Militares do Estado da Reserva Remunerada e dispõe sobre a convocação dos inscritos para serviço ativo em caráter transitório.

A propositura visa aumentar o prazo de premência em atividade que poderá ter a convocação provisória, passando-se de um ano, prorrogável por um idêntico período, para dois anos, prorrogáveis também apenas uma vez e por igual período.

A medida afeiçoa-se como demanda do comando do Polícia Militar e da Secretaria de Estado de Segurança Pública, que verificaram ser o período atualmente previsto em lei insuficiente para a aplicação de suas disposições de forma mais eficaz e produtiva.

Outra matéria aprovada também de autoria do Poder Executivo, altera dispositivos da Lei n° 2.148, de 21 de setembro de 2009, que “Cria o banco de horas no âmbito da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre”. O projeto tem por objetivo a alteração dos valores do banco de horas destinado aos militares que se prestam a oferecer, nos períodos de folga, as funções de policiamento ostensivo e de segurança da ordem pública.

O Executivo explica ainda que para que não houvesse transgressão à Lei de Responsabilidade Fiscal, o projeto fixa o valor que fora gasto em 2017, a título de banco de horas, montante este que não poderá ser ultrapassado no presente ano e nem nos demais.

O terceiro projeto aprovado do Poder Executivo dispõe sobre a estrutura remuneratória das carreiras de oficiais e praças militares.

Os deputados também aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Após a votação das matérias o presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT), agradeceu a presença de representantes das corporações de militares e bombeiros que acompanharam a votação dos três projetos no salão Marina Silva. O deputado salientou que a aprovação das leis aconteceu graças a um esforço conjunto entre os parlamentares e líderes de associações.

“Tivemos uma reunião com os representantes e quero dizer que as três leis foram amplamente debatidas nas comissões e aprovadas por unanimidade. Além disso, quero render minha homenagem aos policiais militares e bombeiros, desde os da mais alta patente à mais baixa. Nós perdemos em um ano oito policiais militares. A PM do Acre, além de ser a mais honesta do Brasil, é também a mais combativa. Vivemos em área de fronteira, enfrentamos os mais diversos problemas, mas temos esses profissionais que tanto se dedicam em prol da nossa população”, enalteceu.

Ney Amorim parabenizou ainda os parlamentares e os membros das comissões pelo trabalho realizado. O parlamentar destacou que todos os projetos que tramitavam no Poder Legislativo foram analisados e votados.

“Todos se esforçaram muito para garantir o bom andamento dos trabalhos. Fizemos reuniões e votações importantes nesses últimos dias, com o intuito de limpar as gavetas do Legislativo. O importante é que zeramos a pauta de projetos e entraremos no recesso de julho de gavetas limpas”, disse.

A Assembleia Legislativa do Acre estará em recesso parlamentar no período de 13 a 31 de julho. As sessões ordinárias voltarão a ser realizadas a partir do dia 4 de agosto, às 10h. Por Mircléia Magalhães e Andressa Oliveira.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco