NOSSAS REDES

ACRE

Covid-19 pauta Semana da Enfermagem com instituições de Ensino Superior do Norte e Nordeste do Brasil

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Profissionais das marcas Pitágoras, Anhanguera e Unopar discutem temas relacionados à covid-19 em transmissões online e gratuitas

Capa: crédito da imagem é Unsplash..

Rio Branco, maio de 2020 – Até a próxima terça-feira, 19, dez instituições de Ensino Superior do Norte e Nordeste do Brasil se reúnem em prol da 1ª Semana da Enfermagem, evento digital e gratuito com palestras sobre diversos temas relacionados à covid-19. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio de formulário online, mas o link para o acompanhamento das transmissões será informado por e-mail aos participantes.

A iniciativa, que também dá direito a certificado, conta com a participação das Pitágoras de Bacabal (MA), Belém/Ananindeua (PA), Caruaru (PE), Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (CE), Marabá (PA), Rio Branco (AC) e Teresina (PI), além da Anhanguera Manaus (AM) e da Unopar Palmas (TO).

Confira a programação:

Quinta-feira, 14: ‘Atuação do Conselho de Enfermagem perante à pandemia’, com Ana Paula Brandão, enfermeira com especialização em Gestão Pública e docente da Faculdade Pitágoras de Fortaleza (CE);

Sexta-feira, 15: ‘A importância da inteligência emocional do enfermeiro na atenção básica durante a pandemia de covid-19’, com Daniela Carvalho, mestre em Ciências da Saúde e docente da Faculdade Pitágoras de Juazeiro do Norte (CE);

Sábado, 16:

Às 11h, ‘As condições de trabalho dos profissionais de Enfermagem atuantes no enfrentamento da pandemia de coronavírus no município de Belém’, com Nazaré Lima, enfermeira, advogada e vereadora de Belém;

Às 19h, ‘Saúde mental de enfermeiros e técnicos de enfermagem na linha de frente da covid-19’, com Oldaci Bernardino, especialista em Saúde Pública com Ênfase em Saúde da Família e docente da Faculdade Pitágoras de Caruaru (PE);

Segunda-feira, 18: ‘Os desafios dos profissionais da Enfermagem frente ao inesperado contexto da pandemia de covid-19: Formação e perspectivas’, com Janaína Dias, enfermeira com especialização em Enfermagem em Urgência e Emergência e tutora da Anhanguera Manaus (AM);

Terça-feira, 19: ‘Realidade e desafios do SUS: Políticas e saúde’, com Sting Ray Gouveia Moura, fisioterapeuta, doutorando em Fisiologia de Doenças Crônicas e docente da Faculdade Pitágoras de Marabá (PA).

As palestras começam às 19h, horário de Brasília (à exceção de sábado, 16, com duas agendadas). O telefone para mais informações é (68) 99203-0149, também disponível para WhatsApp. 

Faculdade Pitágoras

Fundada em 2000, a Faculdade Pitágoras já transformou a vida de mais de um milhão de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação, extensão e ensino técnico, presenciais ou a distância. Presente em diversos Estados, a Faculdade Pitágoras presta serviços gratuitos à população, por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Faculdade Pitágoras oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. A Faculdade Pitágoras nasceu herdando a tradição e o ensino de qualidade oferecido pelo Colégio Pitágoras, fundado em 1966, que também deu origem ao grupo Kroton. Para mais informações, acesse: www.faculdadepitagoras.com.br.

 Sobre a Kroton

A Kroton, que faz parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira e uma das principais organizações educacionais do mundo, atende ao mercado B2C do Ensino Superior, levando educação de qualidade em larga escala. Presente em mais de 900 municípios em todo Brasil, a companhia conta com 176 unidades próprias, 1.410 polos de ensino a distância e 846 mil estudantes, sob as marcas Anhanguera, Fama, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar. Transformar a vida das pessoas por meio da educação, formando cidadãos e preparando profissionais para o mercado, é a missão da instituição, que trabalha para continuar concretizando sonhos em todos os cantos do país.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco