NOSSAS REDES

CIDADES

Casamento Coletivo: Administração do Tribunal de Justiça promove mais de 500 uniões em Cruzeiro do Sul

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mais de sete mil uniões civis foram celebradas, por meio do Projeto Cidadão, na atual gestão.

O Tribunal de Justiça do Acre promoveu mais uma edição do Casamento Coletivo, em Cruzeiro do Sul, no último sábado (29), no Ginásio Poliesportivo Jáder Machado. Foram 552 casais que oficializaram a união por meio do Projeto Cidadão, que há mais de vinte anos ajuda na realização de sonhos de milhares de pessoas mais necessitadas dos serviços públicos fundamentais, além de facilitar o procedimento para a expedição de certidões de casamento, a custo zero, para os noivos.

A cerimônia nupcial foi aberta pela desembargadora-presidente, Denise Bonfim, que parabenizou os noivos pelo momento importante, e também parabenizou à população em geral de Cruzeiro do Sul pelo aniversário de 114 anos da cidade, ocorrido à véspera do evento. Ela ainda destacou as mais de sete mil uniões civis celebradas, por meio do Projeto Cidadão, na atual gestão.

“Isso demonstra o alcance social do Projeto Cidadão em todo o Estado. Chamo a atenção de cada casal, no sentido de que, consolidada a união civil, os laços afetivos provenientes do carinho e do amor sejam fortalecidos todos os dias”, ressaltou.

A desembargadora-presidente ainda enfatizou sobre a presença da cúpula da direção do Poder Judiciário Acreano no evento: o vice-presidente, desembargador Francisco Djalma; corregedora-geral da Justiça, Waldirene Cordeiro, e a decana da Corte Acreana, desembargadora Eva Evangelista

“Nós fizemos isso em homenagem a Cruzeiro do Sul, pelos seus 114 anos. Veio a Administração e a decana, que simboliza todo o nosso Tribunal de Justiça. É com muita honra que estamos aqui”, disse.

O juiz de Direito Marlon Machado foi quem celebrou a cerimônia falando sobre o respeito que os casais devem ter e pontuou casos de violência doméstica.

Outra novidade nesta edição foi a participação da médica cardiologista, Joseane Tonussi, que falou sobre os cuidados do coração. Ela é titulada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina do ABC e também doutoranda pela mesma faculdade. Os noivos ainda tiveram homenagem feita pela cantora Luciana Teixeira e a presença da esposa do deputado Jader Saraiva Machado (in memorian) que dá o nome ao ginásio, Alda Bonfim Machado.

Casais:

Ezequiel da Silva Monteiro, 24 anos, e Tailane Santos de Oliveira, 16 anos, representaram o casal mais jovem da cerimônia. Benedito Isaquiel Figueira, 78 anos, e Maria de Nazaré Marques, 63 anos, representaram os casal mais idoso.

Nesta edição, a realização do evento contou com a parceria do Cartório Extrajudicial, da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, e de empresários locais que doaram brindes para os casais.

“É um momento histórico. Isso é cidadania e o Tribunal de Justiça tem nos ajudado a fazer esse trabalho importante. Casamento é sinal de esperança e vida”, disse o prefeito Ilderlei Cordeiro.

Desfile cívico

Como parte da agenda institucional, a Administração do TJAC também participou do desfile cívico em alusão aos 114 anos da cidade de Cruzeiro do Sul, comemorados na sexta-feira (28).

Após o hasteamento das bandeiras, ao som da banda do 61 BIS, abriram o desfile as instituições e órgãos militares seguidos das escolas municipais, estadual e particulares, além de outras organizações e entidades. Por Gecom TJAc.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Incêndio destrói casa após criança de 3 anos brincar com isqueiro no Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Uma casa de madeira da Vila Custódio Freire, em Rio Branco, foi consumida pelo fogo após uma criança de três anos brincar com um isqueiro dentro do quarto. O incêndio ocorreu nesta terça-feira (8) e ninguém ficou ferido.

O Corpo de Bombeiros do Acre informou que ao chegar ao local encontrou três crianças de 3, 5 e 11 anos sozinhas na casa. Os vizinhos acionaram os bombeiros.

A criança mais velha, de 11 anos, falou para os bombeiros que estava na cozinha quando o irmão caçula brincava com um isqueiro no quarto e começou o fogo. Ao perceber as chamas, a criança retirou os irmãos mais novos e pediu socorro.

A mãe das crianças estava trabalhando e foi para o local após ser avisada do incêndio.

“O combate durou cerca de 30 minutos Fomos acionados por volta das 10 horas. Era uma residência de madeira medindo cerca de dez por cinco metros”, destacou a cadete Laiza Mendonça.

Continue lendo

ACRE

Homem mata cunhado, atira na esposa e deixa menor ferido por causa de fogo em cerca de casa no AC

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mulher e menor atingidos por disparos foram socorridos e levados ao hospital. Suspeito está foragido.

capa: Homem mata cunhado, atira na esposa e deixa menor ferido por causa de fogo em propriedade no AC — Foto: Divulgação/Polícia Civil.

O produtor rural Osias Santos, de 34 anos, foi morto na madrugada dessa sexta-feira (4), em Assis Brasil, no interior do Acre, pelo próprio cunhado, identificado pela polícia como Sebastião Alves Pereira que está foragido.

O crime ocorreu na zona rural do município, no Km 17 da BR- 317. Além de ser suspeito de matar o cunhado, Pereira também atirou na esposa, de 37 anos, que foi atingida no ombro e em outro cunhado, um menor de 17 anos, atingido nas nádegas. Os dois foram socorridos e levados ao hospital.

O delegado da cidade, Judson Barros, disse ao G1 que as primeiras informações levantadas pela Polícia Civil é de que a confusão teria começado por causa de um incêndio que ocorreu em uma propriedade de um outro irmão da esposa e teria queimado a cerca do suspeito.

“Essa confusão todinha só foi por causa do fogo. O que é complicado é que quem botou fogo foi o João [outro cunhado que não estava no local do crime] e mata o Osias que não tinha nada a ver, que segundo informações foi lá para tentar resolver”, contou.

Osias Santos teria pedido que o cunhado tivesse calma porque eles iriam arrumar a cerca e que o outro irmão pagaria pelo prejuízo.

“Mas, não teve diálogo, o cidadão estava armado e terminou atirando em todo mundo”, complementou o delegado.

Barros afirmou ainda que está concluindo o relatório que deve ser encaminhado ao juiz que pode determinar ou não a prisão preventiva do suspeito.

“Estamos desde ontem [sexta, 4] tentando contato com a família para que ele se apresente porque de qualquer forma vai responder a um processo judicial e ele [suspeito] precisa vir aqui e dar a versão dele dos fatos”, concluiu. Por G1Ac. 

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco