NOSSAS REDES

BRASIL

Aspirante do 8º BPM tem trabalho de conclusão de curso divulgado em revista científica durante congresso Brasileiro de administração.

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Aspirante Oficial Adriana Santos teve o trabalho científico divulgado na revista científica CONBRAD durante Congresso Brasileiro de Administração. A Aspirante realizou o trabalho no decorrer do curso de formação de oficiais no ano de 2017 a 2018.
Os trabalhos científicos eram avaliados por uma banca formadas por três especialistas na área pesquisada e, ainda o aluno oficial realizava uma apresentação oral para os convidados, a banca e os demais pares, sendo que apresentação durava cerca de 20 minutos.
Outrossim, o trabalho da Aspirante a Oficial versa acerca do Licenciamento das Praças entre o período de 2013 a 2017, causa e efeito, sendo usado como referencial a Teoria da Necessidade de Maslow, tendo como metodologia a pesquisa quantitativa e qualitativa do tipo bibliográfica e discursiva, com o uso de método de abordagem hipotético-dedutivo.
Além disso, a pesquisa realizou uma entrevista com 45 militares que pediram licença (exoneração) das fileiras da corporação e 12 comandantes de unidade por todos os batalhões da capital e do interior entre o período de 2013 a 2017. E ainda, o artigo científico tinha como objetivo buscar as principais causais que levaram os militares a saírem da corporação e também o efeito dessa saída na visão dos comandantes.
A Aspirante chegou à conclusão que as praças se licenciavam em busca de novos desafios e melhores salários para que pudesse se elevar dentro da pirâmide da necessidade de Maslow. Um fato curioso, é que as hipóteses de sair por não se adaptarem a escala de trabalho, risco da profissão e adaptação a carreira militar foram rejeitadas pelos militares pesquisados.
A pesquisa identificou ainda, que um plano de valorização profissional, melhores condições estruturais e promoção baseado na meritocracia evitam que a corporação perca profissionais experientes e qualificados. E que no sentir dos comandantes de unidade a saída desses profissionais afeta a eficiência do serviço e sobrecarrega os demais.

ASSESSORIA DO 8ºBPM

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Brasileiros querem volta das aulas apenas após vacina da Covid-19

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Para 72% dos brasileiros das classes A, B e C, os estudantes só devem voltar a ter aulas presenciais depois que uma vacina para o novo coronavírus estiver disponível, segundo pesquisa Ibope divulgada pelo jornal “O Globo” nesta segunda-feira (7).

O levantamento foi feito entre os dias 21 e 31 de agosto, pela internet, com 2.626 pessoas com mais de 18 anos e das classes A, B e C. O nível de confiança é de 95% dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Continue lendo

BRASIL

Aborto Realizado: Médicos interrompem gravidez da menina de 10 anos que foi abusada pelo próprio tio

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

De acordo com o portal A Gazeta, a equipe médica do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, para onde foi levada a menina de 10 anos que ficou grávida após ser abusada pelo tio, já terminou a primeira etapa do aborto.

O médico Olimpio Barbosa de Morais Filho foi o responsável pelo procedimento e segundo ele, a menina poderá voltar para o Espírito Santo nesta quarta-feira (19), mas ainda não foi confirmado oficialmente quando ela receberá alta hospitalar.

O aborto foi autorizado pela Justiça do Espírito Santo, com um procedimento onde é ministrada uma injeção com medicamentos que resulta no óbito do feto e isto já foi feito.

Na madrugada de hoje começou a segunda etapa do procedimento, que é retirar o feto já sem vida e isto será realizado através de medicamentos.

O processo é concluído quando for realizada a limpeza total do útero da menina, que primeiramente foi internada no Hospital das Clínicas, em Vitória, só que a equipe médica de lá não quis fazer o aborto, alegando que a legislação vigente não poderia ser aplicada neste caso devido a idade gestacional.

A princípio foi dito que a menina estava no terceiro mês de gestação, mas exames posteriores revelaram que era o quinto mês. A criança foi levada para um hospital em Recife, onde o aborto então foi realizado e está sendo concluído hoje.

Ainda de acordo com o portal A Gazeta, familiares se mostraram favoráveis à interrupção da gravidez da menina. Um grupo de religiosos chegou a ir até a entrada do hospital protestar contra o aborto na noite de ontem.

VIA: PortalR7notícias

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco