NOSSAS REDES

ACRE

Acre: Pai da ex-senadora Marina Silva morre aos 90 anos em hospital de Rio Branco

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Pedro Augusto da Silva, de 90 anos, pai da ex-ministra e pré-candidata à Presidência Marina Silva, morreu neste domingo, no Acre. A informação foi divulgada nas redes sociais de Marina “com enorme tristeza e pesar”.

Seringueiro aposentado, o pai da ex-ministra morreu ontem, às 18h, no Hospital do Idoso, em Rio Branco. O enterro ocorre na tarde desta segunda-feira no Cemitério São João Batista.

O velório ocorre na Capela São Francisco, na rua Isaura Parente. O enterro está marcado para as 15h30 (18h30 horário de Brasília) no Cemitério São João Batista.

A neta de Silva, Temyllis Silva, de 28 anos, contou que o avô tinha diabetes e fazia hemodiálise. Ele também tinha feito a troca de um cateter que infeccionou, segundo ela. A jovem diz que os problemas de saúde foram somados à idade de Silva que foi ficando debilitado.

“A história de vida do meu avô é o maior consolo para toda a família. Ele tem uma história muito linda, ficou viúvo muito cedo e criou sozinho oito filhos. Ele sempre deixou muito exemplo, amor e alegria para todos nós. Era rodeado por muitas pessoas e amado por todos. O maior consolo é a vida que ele dedicou a todos nós, as lembranças são nosso maior conforto”, afirma.

Silva e toda a família moraram no Seringal Bagaço, na BR-364, onde cortavam seringa. A irmã mais velha da ex-senadora, Maria Deuzimar, relatou em 2014, que o pai as ensinou a cortar seringa quando ainda eram adolescentes para ajudar a família.

O pai de Marina Silva vivia em uma casa de madeira, suspensa por vigas de alvenaria, no bairro Cidade Nova, em uma área de risco de enchente, na capital acreana.

Enterro de Seu Pedro, pai de Marina Silva, é marcado por emoção e oração de salmo, em Rio Branco.

Familiares, amigos e curiosos acompanharam na tarde desta segunda-feira, dia 15, o enterro de Pedro Augusto da Silva, de 90 anos, pai da ex-senadora acreana Marina Silva. O sepultamento ocorreu no Cemitério São João Batista, no bairro Abraão Alab, em Rio Branco.

“Seu Pedro”, como era chamado o pai de Marina, morreu na noite deste domingo, dia 14, no Hospital do Idoso, na Capital. Pedro tinha problemas nos rins e fazia hemodiálise. Ele também tratava a diabetes e tratava há muitos anos de um problema cardíaco. A notícia foi dada pelos familiares de Pedro, pelas redes sociais.

Com o quadro se saúde do ai bastante delicado, Marina Silva cancelou todos os compromissos que teria fora do Acre e ficou em Rio Branco, acompanhando de perto o pai. Durante todo o velório, a ex-senadora ficou acompanhada do marido, Fábio Vaz.

Antes de colocar o caixão no túmulo, todos os presentes repetiram, juntos, o versículo primeiro de Salmos 23: “O senhor é o meu Pastor, e nada me faltará”. Foi um dos momentos mais emocionantes de toda a cerimônia, acompanhada também por autoridades próximas de Marina Silva da família.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Balneários de Brasiléia são fechados por falta de segurança

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os balneários Kumarurana e Jarinal, localizados na zona rural do município de Brasiléia, foram fechados no último fim de semana, pelo 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado naquele município, por não estarem cumprindo as normas de segurança.

Bastante frequentados pela população da região da fronteira e de outros municípios do estado, os espaços de lazer foram notificados a reabrir somente depois que se adequarem às exigências legais, principalmente contratando o serviço de salva-vidas.

“O local oferece esses banhos e cobram entrada das pessoas. Os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia tem esses profissionais devidamente treinados e qualificados que deveriam estar oferecendo segurança aos banhistas”, explicou o sargento Vivian.

A ida do Corpo de Bombeiros aos balneários, com o apoio da Polícia Militar, se deu após denúncia de irregularidades. Nos locais, foi confirmada a falta do Atestado de Funcionamento e os banhistas tiveram que deixar a água por medida de segurança.

Em um dos casos, os militares foram desacatados por um frequentador em visível estado de embriaguez. O homem recebeu voz de prisão foi detido por desacato, sendo levado à delegacia onde foi ouvido e liberado.

Os estabelecimentos poderão responder jurídica e administrativamente caso reabram sem tomar as medidas de segurança exigidas para o seu funcionamento. Entre as possíveis sanções estão multa e perda do alvará de funcionamento.

Com colaboração e fotos do jornalista Alexandre Lima.

Continue lendo

ACRE

Taxa de ocupação em leitos de UTI para a Covid-19 é de 30% no Acre

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30% nesta segunda-feira (14).

Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 126 internações em leitos do SUS, 80 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 27 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 38,6%.

A menor taxa de ocupação está na região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, nenhum está ocupado, registrando 0% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 23 estão ocupados, registrando 24,2% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, não há registro de uma ocupação de leitos de enfermaria num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

    Feedback
    WhatsApp Fale conosco